Mostrar-me um exemplo O meu título conteúdo da página P I N Ó Q U I O: Janeiro 2014

as Cotações importantes

.............................................. ....................................................

Acerca de mim

A minha foto
Povoa de Varzim, PORTO, Portugal
Importa saber o que nos motiva a falar para o mundo e para a cidade... BLOG porquê? Na busca da verdade, ou pela sua sombra...

quero aplaudir...

quero aplaudir...
O Fim das taxas moderadoras...

online

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

tradições, costumes, praxes e bancos…

praxban001

USOS E COSTUMES

CHEQUES CARECAS

nau003  CALOTES E CALOTEIROS

semdest003 ALDRABICES e ALDRABÕES

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

AUTOCONSTRUÇÃO– Art .º 65 - Dto à Habitação

Autoconstrução - Art.º 65º -DIREITO À HABITAÇÃO

A Autoconstrução é um direito, liberdade e garantia que assenta nos primórdios do Ser Humano… O homem Pré-histórico, procurou refúgio, abrigo dos animais e intempéries…Tão depressa se acomodou nas cavernas como começou ele próprio a construir os seus refúgios e abrigos… E assim foi auto construindo a sua casa e a dos seus ao longo de toda a História e mesmo já na Pré-História…Ninguém lhe deu licença inicial ou fabricou projeto e condicionantes urbanísticas e outras… assim nasceram cidades, culturas, civilizações e muito mais … Hoje em dia , surgem Favelas, Musseques, Bairros de Lata e outras Urbanizações ditas de “génese ilegal”, porque uma série de outros interesses económicos e políticos. Se sobrepões ao elementar direito à habitação… Basta olhar as modificações que sofreu o Artº 65º da Constituição desde a Constituição Original de 1976 até à sétima revisão da constituição ocorrida em 2004

No inicio, a Constituição de 2 Abril de 1976 , dizia no seu nº 2 b) do artº 65: “ Para assegurar o direito à habitação, Incumbe ao Estado: - …//…” fomentar a autoconstrução e a criação de cooperativas de habitação…

Paradoxalmente, ou talvez não, já na Primeira Revisão-1982 , salvo erro ao tempo da AD , aquela alínea mantem-se inalterada…e o “ FOMENTO DA AUTOCONSTRUÇÃO “ mantem-se até à revisão de 1989Sendo ai estripada a sangrar da Constituição da República Portuguesa…

Se não nos falha a memória é por essa altura que floresce o conceito de HABITAÇÃO SOCIAL…É por essa altura que os emigrantes das Franças e Alemanhas já mandaram edificar as suas sonhadas casas Tipo Maison ou Chalé Suisso…E a Construção Civil necessita de um novo impulso para contrariar as falências das tão famosas “Sociedades de Construções”.. E é por essa altura que particulares e autarquias empenham as suas fazendas e salários a entidades bancárias para terem direito a uma casa própria…

No entretanto há um sector cooperativo habitacional que floresce aqui e acolá mas declina e soçobra mais além…Politicamente o regime no poder social democrata não olha com bons olhos o sector da habitação enquanto cooperativo, pois este contende e concorre com outro interesse económico das empresas de obras publicas e particulares…Cooperativas sim mas no ensino privado e universitário…cooperativas sim mas no sector agrícola, financeiro e lacticínios…De repente , os particulares estão insolventes, não conseguem pagar o empréstimo habitacional, nem os agricultores conseguem medrar e são obrigados a entregar os solos aráveis aos bancos, nem os estudantes universitários conseguem usar e valorar os cursos que tiraram nessas cooperativas de ensino…etc.…etc.…

E tudo isto porquê ? Porque se retirou a cada um e a cada qual o sonho base de cada ser humano…O Direito de poder fazer e ter uma “palhota” só sua e edificada a seu “gosto”… O tal DIREITO À AUTOCONTRUÇÃO… o direito a construir bem, barato, bom e com gosto pessoal, sem tempo limite, como é necessário em qualquer obra de arte que nasce do génio e da vontade de cada um…

Renato Gomes Pereira – Janeiro de 2014

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

A FLOR–DO-LIXO

ovozig1

A FLOR DO LIXO

  Não há nada mais impressionante e rico do que uma lixeira bem gorda. Daquelas onde proliferam as larvas, onde as moscas são mais luzidias,freneticamente bailando em Versailianos  Salões, como são dos gatos mortos as amarelo-pálido-sangrentas tripas esventradas, em socalcos dispostas, decompostas… Óh ! Êxtase… E ver o fumo negro espesso mais o lume das garrafas de plástico ardendo vermelhas, e o cheiro, Óh sim,o cheiro…Como penetra nas narinas…que estrondosa sensação!Mas do que se gosta, do que um homem pode gostar a sério é de revolver os contentores do lixo,virar tudo de cangalhas,sentir cheiros diferentes,inebriantes, procurando incessante e sofregamente a tão almejada flor-do-lixo.

In “SEMENTE DA DESTRUIÇÃO” – Renato Gomes Pereira –20 Outubro 1982

ovozig2ovozig3

ovozig001

sábado, 18 de janeiro de 2014

DESATINO

nau003

“Desatino” (I)

poema XC 21.07.1981 Renato Pereira

Pelo Túnel da Desgraça caminho há longas noites

negras…

Vou alienado seguindo o quê?

A Fama ?

A Lua ?

O Sonho?

A Morte ?

Que fazer neste emaranhado confuso

de confusões

negras,

invisíveis,

entorpecentes ?

nau002nau004nau001Lâmpada

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

FÉ, ESPERANÇA e CARIDADE …

DSCN2765

FÉ , ESPERANÇA E CARIDADE

A Fé ---Ter fé é a primeira obrigação do Crente…

Quem “desconhece” não pode ter fé….

Quem “tem dúvida” não acredita…

O “incrédulo” despreza a Fé, ou recusa acreditar…

O “herege” renega a Fé depois de a ter aceitado…

A Esperança--- Amar e agir de acordo com os Mandamentos.

O “desesperado” deixa de confiar…

O “presunçoso” acha que não precisa de Deus, ou que

Deus lhe satisfaz todas as suas vontades e satisfações…

A Caridade --- Amar a Deus… (ama ao Próximo…)

O “indiferente” descuida ou recusa o cuidado com o “Próximo”;

O “ingrato” não aceita, porque não quer ou não pensa, o Amor de Deus…

O “hesitante” negligência o seu “amor a Deus e ao Próximo”…

O “preguiçoso” descai até recusar a alegria da salvação

que Deus lhe proporciona…

O “orgulhoso” odeia Deus…não quer o seu Amor…

DSCN2764

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O BAPTISMO

clip_image002O BAPTISMO

 

 

         A Biblia não descreve a cerimónia do Baptismo…diz que João Baptista baptizava com água… A ideia de Espirito Santo não era já desconhecida dos Judeus….Mas como se descreve em Actos dos Apostolos…”linguas à maneira de fogo” pousaram sobre os apóstolos e Todos ficaram cheios do Espirito Santo e começaram a falar outras linguas”

..Os que estavam aí presentes puderam testemunhar a realização das profecias do livro de Joel… Todos se entendiam agora, a maldição da Torre de Babel fora levantada naquele momento para eles…e mais “Deus derramaria o seu Espirito sobre toda a criatura”. Em Actos10,44 : O Espirito Santo desceu sobre quantos ouviam de Pedro as palavras sobre Jesus…Consequentemente Pedro baptizou-os a todos…

        Surge pois aqui uma dicotomia aparente entre “Cheio do Espirito Santo” e “Baptizado” 

      O Baptismo é “um rito sagrado” administrado por João Baptista como sinal de penitência e mudança de vida. Passa a ser “ um sacramento” por instituição de Jesus Cristo. “Todos os que foram batizados em Jesus Cristo foram batizados na Sua Morte…”  Rom 6,3  “ o nosso velho homem foi crucificado com ele…//… Se morremos com Cristo…viveremos também com ele…//…Cristo tendo ressurgido dos mortos, já não morre, nem a morte tem mais dominio sobre ele.” Rom 6,6;9.

      Quem pode baptizar ? “Em caso de necessidade qualquer pessoa “mesmo não baptizada”, desde que tenha a intenção requerida pode batizar” –apud Catecismo da Igreja Católica pg 286 in fine… O Baptismo é necessário para a Salvação de todos aqueles a quem o Evangelho foi anunciado e tiveram a possibilidade de pedir este sacramento.

   Só pode ser baptizado quem NUNCA foi baptizado. (quem já foi -batizado- já é um”homem novo”,renascido em Cristo…aqui não há “reset” ou “game over”…)

---------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

A SEREIA MANPELA

manpelamanpela001manpl

sereiamanunita001

sereiaman001

sereiaman002sereiaman003

dizer algo sobre Manpela , pode ser redundante quanto caracteriza todo um regime que alguns chamam “clepto” que desde sempre existe em Angola… Manpela ou proto-neocolonial, ou infra colonial… Manpela é um estado político que nunca devia ser mas é ,vai sendo, está e continuará até que um dia ou caia de maduro ou alguém consiga dizer bem alto e forte “ JÁ BASTA “ !!!

sábado, 4 de janeiro de 2014